10 integrações essenciais para growth hackers

10 integrações essenciais para growth hackers

Inscreva-se

Abordamos dados e análises dentro das empresas.

Receba novos artigos por e-mail


Compartilhe

Hoje, trouxemos para você uma expressão que está na moda ultimamente e que tem mostrado bastante potencial: o Growth Hacking. 

Diariamente, a maioria das empresas focam os seus esforços e energia para um único norte: o crescimento.

Em especial, aquelas que estão iniciando as suas operações, como as startups, são buscadas, constantemente, formas de potencializar esse crescimento.

Até então, não existe uma fórmula mágica para que a sua empresa se torne um sucesso do dia para a noite.

Entretanto, ao longo do tempo, foram desenvolvidas novas metodologias que vem se mostrando como uma solução poderosa para o crescimento dos negócios.

O Growth Hacking é uma estratégia relativamente nova, bastante difundida pelas empresas do ramo da tecnologia.

Contudo, com a sua popularização, negócios dos mais diversos segmentos buscam aplicar esse conceito.

Bem, é nessa hora que a coisa pega: como aplicar o Growth Hacking no meu negócio? Como começar?

Basicamente, você precisa ter as ferramentas certas para fazer com que o seu marketing digital seja um sucesso.

E aí, ficou curioso(a) quais são essas integrações que geram melhores resultados de maneira mais rápida e menos custosa?

Então, continue a leitura desse artigo e fique por dentro!

O que é o growth hacking?

Em primeiro lugar, vamos entender sobre o que se trata essa tão popular estratégia.

Bem, o growth hacking é uma maneira que as empresas encontraram de adotar estratégias em prol do crescimento significativo e acelerado do negócio.

Mas para isso, é necessário identificar os pontos críticos da empresa.

E como realizar essa identificação?

Primordialmente, as atividades relacionadas ao growth hacking envolvem experimentação.

Nesse contexto, as equipes focadas nessa área elaboram hipóteses, verificam sua validade e fazem testes.

Dessa forma, é possível descobrir quais são os pontos fracos e as melhores oportunidades para fazer o negócio crescer de forma mais inteligente e acelerada.

Pensando de uma maneira prática, a linha de raciocínio do Growth Hacking seria:

  1. Encontrar quais são os principais problemas e as principais formas para alavancar a empresa;
  2. Selecionar as melhores ideias para alcançar os objetivos;
  3. Escolher, entre as ideias, a mais simples e testá-la;
  4. Aprender com sucessos e insucessos do modelo;
  5. Usar esse aprendizado para gerar novos testes.

Essa é uma linha de raciocínio simples, não há nada de extraordinário na metodologia.

Entretanto, a dificuldade que existe é no fato das equipes não terem disciplina durante a execução.

Contudo, quando o time está focado, as chances de dar certo são enormes!

Por que o growth hacking é diferente do marketing tradicional? 

O growth hacking é especialmente formulado para lidar com crescimentos rápidos da forma menos custosa possível, utilizando experimentos que validam as hipóteses.

Por outro lado, o marketing tradicional trabalha com resultados a médio e longo prazo.

Então mesmo que os objetivos sejam os mesmos, que são grandes resultados e conversões, é possível haver um estranhamento por parte do marketing tradicional com relação ao crescimento rápido.

Já para o growth hacking isso é normal, pois o seu foco é crescer com menos custos e mais rapidez.

Mas atenção: growth hacking não é mágica!

Se você deseja bons resultados, é preciso investir em ferramentas que permitam realizar os experimentos e automações.

Além disso, você precisa acessar os dados com agilidade.

Por isso, é de suma importância que tudo esteja integrado e centralizado em uma base de dados.

Para ter tudo isso, você pode utilizar a Kondado, que permite que todos os dados estejam disponíveis sempre que você precisar. 

O Growth Hacking é um processo de experimentação contínuo 

Todo ponto crítico do seu marketing digital será transformado em um experimento que tenha o potencial de ser a solução para o problema.

Então, se por exemplo, o gargalo é o tráfego, esse KPI passará por experimentos que possam atrair mais visitantes, de forma menos custosa e rápida.

Mas para isso, é necessário ter as seguintes partes para compor o processo:

  • Objetivo: definir qual é o objetivo do growth hacking.
  • Hipótese: elaborar hipóteses a partir do conhecimento dos profissionais da equipe
  • Experimentos: realizar testes que comprovem a hipótese. 
  • Ferramentas: utilizar ferramentas de teste, Analytics e automação.

As 10 ferramentas essenciais para growth hackers

Como você pôde perceber, no Growth hacking, é necessário utilizar ferramentas que devem ser centralizadas em um banco de dados.

E para te ajudar a conhecer as integrações essenciais, listamos abaixo para você:

Google Ads

O Google Ads é uma das principais formas de publicidade digital. Através dele, é possível divulgar produtos e serviços na internet de forma rápida e eficiente.

No Google Ads, você paga apenas quando as pessoas clicarem para visitar o seu site, visualizarem um conteúdo ou entrarem em contato com a sua empresa.

Inclusive, esse é um dos motivos da popularidade do Google, tendo em vista esse diferencial de ter o controle sobre a cobrança dos anúncios. 

Facebook Ads

O Facebook Ads é uma estratégia de mídia paga do Facebook para quem deseja aproveitar os milhares de usuários da plataforma.

Atualmente, o Facebook oferece uma grande variedade de formatos de anúncios de forma a impulsionar a publicação, com opções para diversos tipos de orçamentos. 

Além disso, um fator interessante do Facebook Ads é que ele permite a segmentação do público para os anúncios, de acordo com características diversas.

Instagram Ads é uma ferramenta essencial para growthing hackers

No Instagram também é possível fazer anúncios, no seu formato típico de fotos e vídeos através do Instagram Ads.

A partir dessas mídias, as empresas podem investir nesse contato direto com likes, comentários nas fotos/vídeos ou novos seguidores. 

Não somente, é possível ter uma interação pelas CTAs, que redirecionam o usuário para o link desejado.

LinkedIn Ads

Geralmente o LinkedIn Ads não está entre as principais escolhas de quem deseja anunciar nas plataformas digitais.

Entretanto, esse pode ser um grande erro estratégico, tendo em vista que o LinkedIn é um excelente ambiente para interações B2B.

Então, para aumentar o ticket médio das suas vendas e melhorar a qualidade dos seus Leads, o LinkedIn Ads é uma ótima opção.

Google Analytics

O Google Analytics é a maior ferramenta de Analytics do mundo, podendo fazer a integração em diversos recursos, redes sociais, sites, blogs, entre outros meios.

Basicamente, com o Google Analytics, você pode monitorar diversas métricas, como taxa de conversão, número de visitas, transações, ticket médio, origem do trafego, receita etc.  

Outro ponto interessante do Google Analytics é a possibilidade de criar indicadores e acompanha-los através de dashboards personalizados. 

Hubspot

A HubSpot é a empresa que criou o conceito de Inbound Marketing e hoje é referência em marketing de conteúdo e marketing digital.

Nesse cenário, a plataforma da HubSpot oferece ferramentas completas para o gerenciamento das campanhas de marketing.

O interessante da HubSpot é a sua capacidade de gerenciamento de conteúdo.

Então, através da plataforma, você pode fazer de forma direta a gestão de blogs, sites, anúncios, marketplaces e campanhas de e-mail marketing.

RD Station

A RD Station é uma plataforma brasileira desenvolvida pela empresa Resultados Digitais, uma das maiores referências de marketing do país.

Nessa plataforma, diversos processos que antes eram realizados de forma manual, agora podem ser automatizados, agilizando, e muito, o processo. 

Com a RD Station, é possível agendar com antecedência e-mails com ofertas, mensagens de pós-venda, agendar publicações, analisar leads, e muito mais!

Dessa forma, pode ser poupado o tempo da equipe de marketing, que terá mais tempo para se concentrar no core business. 

A viabilidade da RD Station também é bastante interessante, pois a plataforma funciona através do modelo Software as a Service (SaaS).

Então, você pode contratar tudo o que for indispensável para sua empresa de forma mais fácil.

Salesforce

A Salesforce é uma empresa que fornece serviços de gestão de relacionamento com o cliente (CRM), com foco no atendimento ao cliente, marketing, comunidades e inteligência artificial.

Assim, nessa completa solução, você tem ajuda para saber qual a melhor maneira de aumento das vendas e obter a fidelização.

Afinal, a plataforma oferece uma visão panorâmica do negócio, fazendo com que a tomada de decisão seja mais assertiva. 

Pipedrive

O Pipedrive é uma plataforma que permite a criação e visualização do seu pipeline de vendas.

O pipeline de vendas se trata da representação visual de todo o seu processo de vendas, desde a aquisição até o fechamento do negócio.

Dessa forma, o Pipedrive é como um braço direito de vendas, e você pode configurar de acordo com os objetivos que você deseja focar.

Não somente, a infraestrutura da plataforma favorece o gerenciamento, visto que oferece hospedagem de dados sólida, assim como backups noturnos em múltiplos locais.

O Pipedrive é bastante popular entre os donos de negócio, graças a sua utilidade e efetividade para a equipe de vendas.

Meetime

O Meetime é uma ferramenta de prospecção de clientes para vendas remotas que organiza o trabalho do seu time, para que a sua empresa consiga gerar mais oportunidades comerciais.

Então, através do Meetime acontece a eliminação de atividades operacionais da rotina do SDR e do Vendedor.

Dessa forma, o time poderá se concentrar em abordar os leads de forma mais rápida para construir ótimas vendas.

Como resultado, você terá mais produtividade devido a automatização dos processos.

Conecte todas essas ferramentas em um banco de dados em apenas cliques, sem nenhuma linha de código, com a Kondado!

Crie agora mesmo uma conta e tenha acesso a um período de teste gratuito da plataforma clicando aqui!

Teste gratuitamente por 14 dias!

Quero Experimentar

Publicado em 2021-11-01