O que é o Business Intelligence Self-Service?

O que é o Business Intelligence Self-Service?

Inscreva-se

Abordamos dados e análises dentro das empresas.

Receba novos artigos por e-mail


Compartilhe

A importância dos dados e a quantidade deles cresceu muito rapidamente e nem todas as pessoas estavam prontas, aptas ou tinham tempo livre para compilar e lidar com todas as informações. Nesse sentido, a integração de dados serviu como uma grande aliada pois permitiu que métodos de trabalho como o Self-Service BI existissem e beneficiassem muitas pessoas.

Nesse artigo, vamos falar justamente sobre esse tópico, o conceito, suas vantagens e a diferença entre o Self-Service BI e o BI tradicional.

Por isso, caso você ainda não tenha conhecimento sobre o assunto, não deixe de conferir esse texto.

Boa leitura!

Entenda o conceito de Self-Service BI

Para entender o que é o Self-Service BI, é preciso traduzir os termos para o português. Então vamos por partes: BI é uma sigla em inglês para Business Intelligence ou Inteligência de Negócios. 

Essa inteligência se refere ao monitoramento e tomada de decisão a partir da coleta, organização e análise de dados de determinado negócio.

Já o termo Self-Service pode soar familiar para quem visita restaurantes. Sua tradução quer dizer “autoatendimento” ou “serviço próprio”, o que em locais alimentícios faz referência às próprias pessoas se servirem.

Trazendo para o âmbito empresarial, o Self-Service BI consiste na criação de sistema em que os próprios gestores e analistas de negócio consigam analisar e manipular os dados da própria área, sem depender de um profissional de tecnologia ou dados para tal. 

Esse método garante mais liberdade e autonomia para os colaboradores fazendo com que o acesso aos dados seja facilitado para a tomada de decisão do dia-a-dia.

Quais são as vantagens de operar o Self-Service BI?

Basicamente, o BI Self-Service funciona através da criação de relatórios e indicadores diretamente por gestores e analistas de uma área de negócio, com dados vindos de uma fonte de dados centralizada e administrada pela equipe de TI ou Business Intelligence. Mas quais são os benefícios disso?

Gestão atenta e a par dos detalhes

Ao dar autonomia aos colaboradores da área para acompanharem seus próprios dados, é possível garantir um nível de profundidade e detalhamento maior, uma vez que ninguém conhecerá tão bem as necessidades de tal setor como seus próprios integrantes.

Portanto, ao aderir ao Self-Service BI, a área terá muito mais controle e conhecimento sobre os fatores do seu negócio.

Otimização de tempo e de tomadas de decisão

Ao se manter a par das informações relacionadas à sua área, as escolhas e tomadas de decisão dos gestores serão mais rápidas. Além disso, mais seguras do que se não fossem baseadas em dados concretos e validados.

Isso evita ruídos de comunicação, garante medidas mais assertivas e poupa tempo, aspectos que são excelentes vantagens dentro de uma empresa.

Sobra mais tempo das equipes de TI e BI para tarefas mais complexas

Ao contrário do que se possa pensar, o self-service BI não faz com que as equipes especialistas em dados fiquem obsoletas. Ao disponibilizar dados para os usuários finais, é necessário ter alguém olhando pela segurança dos mesmos, gerindo o seu acesso e garantindo a sua qualidade e atualização. 

A equipe de dados também terá a tarefa de treinar os usuários e disponibilizar as ferramentas necessárias para que eles possam manipular as informações da melhor forma possível.

Além de tudo isso, em vez de gastar tempo com demandas pontuais de baixa complexidade por relatórios e indicadores, a equipe de dados conseguirá concentrar seus esforços em análises e estudos mais profundos e poderá olhar para a estratégia da companhia como um todo.

Quais as vantagens do Self-Service BI com relação ao Business Intelligence tradicional?

Apesar das vantagens de ter especialistas analisando e gerindo dados de todo a organização, o método de BI tradicional quebra a autonomia das áreas de negócio.

Esse fator dá espaço para lacunas indesejadas e um déficit na gestão caso a comunicação entre a equipe de dados e os gestores em questão não for proveitosa.

Esse prejuízo na troca de informações corre um risco ainda maior se não houver uma integração de dados que permita um monitoramento efetivo, atualizado e que traga consigo também os benefícios da reunião de informações.

Atualmente, existem plataformas que são próprias para extrair, transformar e visualizar dados, facilitando o processo de autoatendimento por parte dos gestores.

Self-Service BI e integração de dados: como esses conceitos se relacionam?

Se o autoatendimento dos processos de uma empresa está sendo monitorado pessoalmente por um membro da liderança da mesma, é importante otimizar as rotinas, organizar os dados e centralizá-los para facilitar o trabalho do responsável.

Nesse sentido, a integração de dados surge como uma ótima aliada. Por conta disso, a escolha de uma plataforma de integração de dados incidirá diretamente sobre a maneira com que o Self-Service prosseguirá. 

Conte com a Kondado para fazer a integração de dados do seu Self-Service!

Se você tem uma empresa e deseja implementar ou mesmo já utilizar o modelo Self-Service nela, saiba que a Kondado pode servir de muita ajuda para tal.

Contamos com uma plataforma única com números de usuários ilimitados e que pode ser acessada de qualquer lugar. Por meio da nossa plataforma, você consegue ter seus dados centralizados de maneira fácil. Além disso, em poucos cliques é possível compilar tudo o que o seu negócio precisa para operar com bons resultados!

E então, o que você acha de utilizar a plataforma de integração de dados da Kondado?

Caso você ainda não tenha se decidido, visite o nosso site e garanta já um período de teste totalmente gratuito por 14 dias! São duas semanas para aproveitar e não querer largar mais a integração de dados da plataforma.

Aproveite!

Teste gratuitamente por 14 dias!

Quero Experimentar

Publicado em 2021-09-22